Pesquisar:

Notícia publicada em: 18/02/2019 às: 16:59:41
Por: Comunicação FATEB
Conheça as várias áreas de atuação do Pedagogo além da sala de aula

Sendo o terceiro curso mais procurado no país e o primeiro por quem pretende fazer uma licenciatura, a Pedagogia é um ramo que atrai muitos interessados em educação e ensino. Mas, ao contrário do que muitos imaginam, a graduação em Pedagogia vai além do que apenas “ensinar a ser um professor”. Um pedagogo é um profissional completo e capacitado para atuar em diversas áreas em que conhecimentos de Sociologia, Psicologia, Filosofia e Educação são necessários. Ou seja, as disciplinas lecionadas na graduação de um pedagogo são essenciais para transformar este profissional em um especialista multidisciplinar em temas muito importantes para a área de Educação. Confira.

 

 

1. GESTÃO ESCOLAR

Uma das competências de um pedagogo exigida pelo mercado é a capacidade de gerir. A gestão reporta-se a todas as atividades de coordenação e acompanhamento do trabalho dos membros da equipe, fazendo com que cumpram o que foi solicitado, realizando trabalhos em equipe, reformulando o ambiente de trabalho e fazendo avaliação do desempenho dos membros.

Logo, o pedagogo como administrador escolar deverá desenvolver a competência e o perfil de profissional da educação capacitado para atuar crítica e interdisciplinarmente no processo de tal maneira que o processo democrático e participativo da gestão, conduza o processo de ensino-aprendizagem com devida qualidade educacional e social.

 

2. EDUCAÇÃO ESPECIAL

Essa é a nova habilidade que um pedagogo deve desenvolver frente à complexidade que, atualmente representa, a inclusão de pessoas com necessidades especiais na formação básica. Além disso, a escassez de profissionais habilitados nessa área é tão grande, que proporciona um mercado aberto e cheio de oportunidades para aqueles que têm habilidades como criar materiais didáticos e lecionar para deficientes de qualquer idade.

Em linhas gerais, um bom curso de Pedagogia deve oferecer a formação de um profissional capaz de identificar as necessidades especiais de seus alunos, definir e implementar respostas educativas às essas necessidades, além de atuar nos processos de desenvolvimento e aprendizagem dos alunos fomentando estratégias de flexibilização, adaptação curricular e práticas pedagógicas alternativas. 

 

 

3. PEDAGOGO COMO EDITOR

Nessa vertente, o profissional deve ter o dom da escrita, principalmente para atrair o leitor com a criação de materiais didático, livros infanto-juvenis até mesmo aulas EAD, que é uma realidade de ensino crescente no Brasil.

 

4. ONGs

Projetos sociais, de maneira geral, demandam a atuação de diversos profissionais com características e habilidades diferentes. O pedagogo, em ONGs, é o profissional perfeito quando elas trabalham com o desenvolvimento da educação em um ambiente não formal. Ele pode ser o responsável por liderar o desenvolvimento de projetos, orientar educadores que participam das ações e criar metodologias que podem ser mais adequadas para determinadas situações ou atividades.

 

5. PEDAGOGIA EMPRESARIAL

No âmbito empresarial, é nítida a evolução nas exigências dos profissionais para atuarem nos processos de planejamento, capacitação, treinamento, atualização e desenvolvimento dos funcionários. É nesse contexto que surge o pedagogo empresarial. 

Esse ramo da pedagogia visa melhorar, de forma contínua, a qualidade de prestação de serviços de uma empresa, seja no planejamento, na solução de problemas e na elaboração de projetos, garantindo uma qualidade no atendimento de seus clientes e funcionários.  Todo esse processo é baseado na gestão de pessoas, desenvolvendo a capacidade de renovação da empresa e dos seus funcionários.  Através do conhecimento de novas técnicas e com a promoção de atitudes transformadores e mobilizadores, esse profissional garante que a empresa obtenha excelência ao atender às exigências do mercado e da sociedade.

 

6. PEDAGOGIA HOSPITALAR

O pedagogo através da escolarização hospitalar garante a continuidade dos estudos das crianças e adolescentes hospitalizados por conta de alguma doença ou condição de saúde, promovendo a adaptação, a motivação, e a ocupação sadia do tempo ocioso através de atividades de leitura, garantindo o direito a educação.

Eles oferecem atendimento escolar especializado para garantir que o aluno retome às aulas no colégio sem grandes dificuldades quando tiver alta. Mas a pedagogia hospitalar vai além do acompanhamento do paciente, estendendo o atendimento às famílias que constantemente apresentam problemas de ordem psicoafetiva que poderiam interferir na adaptação no espaço hospitalar.

 

7. ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL

Enquanto o professor da sala de aula deve cumprir o currículo disciplinar, o orientador educacional se preocupa com conteúdos atitudinais, chamado de currículo oculto, onde são abordados os valores e a construção de relações interpessoais, por exemplo. Ou seja, esse profissional auxilia o docente na compreensão dos comportamentos dos alunos.

As funções do orientador educacional se confundem muito com as de um psicólogo, porém, embora os dois lidem com problemas de convivência e com dificuldades de aprendizagem, o orientador tem funções mais pedagógicas, sem dimensões terapêuticas do atendimento de um psicólogo.

 

8. SUPERVISÃO EDUCACIONAL

No contexto da Pedagogia, a supervisão é vista como um instrumento minimizador de problemas qualitativos do sistema educacional, responsável por acionar os mecanismos capazes de elevar quantitativa e qualitativamente a produtividade da escola.

A supervisão pedagógica pode ser percebida em três dimensões gerais: política, humana e técnica. Na primeira dimensão, são englobados os atos curriculares e de liderança, visto as influências políticas, necessidades da sociedade e saber dirigir as escolhas eticamente corretas. Já a dimensão humana está relacionada aos atos de relações humanas, já que o supervisor trabalha conduzindo um grupo de professores e é necessário gerenciá-los. A dimensão técnica abrange os atos administrativos, institucionais, gerenciais e curriculares; é o saber fazer, como fazer e quando fazer.  

 

 

Assim, fica fácil enxergar que existem várias atuações para um pedagogo. A Pedagogia vai muito além da preparação do profissional para a sala de aula. O curso agrega aulas de história, filosofia, sociologia e psicologia e muito mais, podendo transformar o aluno em um grande supervisor ou até mesmo gestor do aprendizado e do desenvolvimento educacional.

 

FONTE: Portal 2B Educação